Notícias

Eleições presidenciais do Corinthians: entrevista com o candidato Roque Citadini

Os associados do Corinthians decidirão no dia 3 de fevereiro quem terá a missão de comandar o clube pelos próximos três anos. Para saber mais sobre os cinco candidatos ao posto de presidente do clube do Parque São Jorge, assim como suas propostas e desafios, confira ao longo dessa semana os especiais preparados pela redação do Esporte Interativo.

O escolhido desta segunda-feira (29) é o candidato Antonio Roque Citadini. Citadini tem 67 anos e é conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, conselheiro vitalício do Sport Club Corinthians Paulista e foi vice-presidente do clube entre 2001 e 2004.

 

Fonte: Esporte Interativo

Comissão eleitoral pede a impugnação da candidatura de Paulo Garcia

A Comissão Eleitoral do Corinthians recomendou a impugnação da candidatura à presidência do Corinthians do candidato Paulo Garcia, acusado de pagar para sócios inadimplentes regularizarem suas situações para poder votar na eleição.

O candidato nega que comprou votos, mas admite que antes de lançar sua candidatura, pagou para sócios regularizarem a inadimplência.

Impugnação somente será aceita se na segunda-feira, 29 de janeiro, o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Guilherme Strenger, acatar a decisão da Comissão.

Fonte: Isto é

Citadini Obtém liminar na justiça e volta a ser candidato no Corinthians

Antonio Roque Citadini obteve uma liminar na Justiça na tarde desta segunda-feira e está de volta à corrida presidencial do Corinthians. O candidato havia sido impugnado na última semana por ser conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Na última sexta-feira, o juiz Luis Fernando Nardelli, do Fórum Regional do Tatuapé, em São Paulo, negou o pedido de liminar feito por Citadini para cancelar a impugnação de sua candidatura à presidência do clube paulista.

 

Fonte: UOL – Esporte

Andrés Sanchez, candidato à Presidência do Corinthians e indiciado na justiça , diz que dá risada da Operação Lava-Jato

Andrés Sanchez, candidato à Presidência do Corinthians, Deputado Federal e ex-Presidente do clube, diz em entrevista ao “Esporte Interativo”, que não teve a Lava-Jato, operação da Polícia Federal em que é investigado desde 2016.

O Deputado afirma que as investigações são sobre uma empresa familiar que estava em seu poder há 10 anos atrás, sobre “sei lá o que”.

A Polícia Federal e o Ministério Público, investigam Sanchez por suposto pagamento de propina durante a construção da Arena Corinthians no valor de R$ 500 mil, além de em delação às autoridades, a construtora Odebrecht, afirma ter pago R$2,5 milhões em caixa 2 para a campanha do deputado em 2014.

Fonte: Globo Esporte

A verdade na venda do Jô

A venda de Jô para o Nagoya Grampus, do Japão, se transformou em vidraça do grupo situacionista durante a campanha eleitoral corintiana. Candidatos de oposição atiram pedras principalmente por causa dos R$ 9,6 milhões em comissões..

Fonte: Blog do Perrone

Encontro de Roque Citadini com a Chapa 98

No dia 13 de janeiro, a chapa 98 participou de um encontro com o candidato à presidência do Corinthians, Roque Citadini.

O encontro que ocorreu no restaurante Terra & Mar, foi marcado pela renovação da aliança e comprometimento do apoio de todos os membros da chapa 98 ao candidato.

Ficou evidente a paixão pelo time e o engajamento em fazer do Corinthians um clube mais forte, mais unido e cada vez mais invencível, através de ações de fortalecimento da marca e da presença do sócio no clube, bem como o equilíbrio das contas do clube.

Em entrevista a frase mais dita por Paulo Garcia é: “Não sei…”

Em entrevista concedida ao portal do “Meu Timão”, Paulo Garcia, empresário e candidato às eleições do Corinthians no próximo dia 3 de fevereiro, afirma que não sabe como está a situação financeira do Corinthians, que não sabe se é possível colocar um shopping na Fazendinha, que não sabe se é possível o naming rights no clube…

A ideia do candidato é terceirizar diversos serviços e copiar o que está sendo feito em outras empresas.

Fonte: Meu Timão

Lista de eleição do Corinthians tem quase mil sócios com mais de 100 anos

Valdir da Silva tem aniversário marcado para domingo, dia 31 de dezembro, quando completa 118 anos. Nascido em 1899, seu nome aparece em lista dos associados do Corinthians aptos a votar na eleição que definirá o próximo presidente do clube, em 3 de fevereiro de 2018. Além dele, outros 937 sócios remidos do Corinthians, segundo lista enviada às chapas que concorrerão ao pleito, tem 100 ou mais anos, mas estão com os títulos em dia para a votação.

Fonte: Esporte – UOL

 

Sem verba da Caixa, receita do Corinthians com patrocínio cai pela metade

A não renovação com a Caixa, e depois a dificuldade em arrumar um parceiro para exibir a marca na parte nobre de sua camisa, fizeram o Corinthians fechar 2017 com pouco mais da metade do dinheiro de patrocínio de uniforme que planejava.

O total recebido no ano foi de R$ 21,1 milhões, 46% a menos do que os R$ 51 milhões que esperava. O acordo com a Caixa para anunciar no peito da camisa, a parte mais cara do uniforme, rendeu R$ 30 milhões por ano ao clube em quatro anos de contrato (total de R$ 120 milhões, portanto).

Fonte: Esporte – UOL

André Negão diz que é o dono do Corinthians

Há algumas semanas, nos já tradicionais vídeos que publica, diariamente, em seu facebook, o vice-presidente do Corinthians, André Negão, atribuiu-se a alcunha “Pérola Negra”, por razões ainda desconhecidas.

Ontem, com o clube às moscas, o ex-bicheiro sentou-se nas cadeiras do famoso “Senadinho” e decretou:

“O Parque São Jorge agora tem dono… e o dono do Parque São Jorge é o Pérola Negra”

Em verdade, Negão é submisso a quem se porta como proprietário do Corinthians, o deputado federal Andres Sanches (PT), mas a fala, em si, deixa claro como pensam as pessoas que hoje detém o poder alvinegro.

Fonte: Blog do Paulinho